CAPPUCCINO

Humor, Esporte, Informação e Novidades

Perspectiva Natalina

Postado por Isabele Martini 22 de dezembro de 2010



Por Isabele Martini.

O período marcado por costumes populares típicos, lendas e tradições está chegando. As reuniões familiares já começaram, constituídas por demonstrações de afeto e saboreada por uma refeição especial. Ah o Natal! Época doce, marcada por uma decoração forte, e por promessas que se valem pela comemoração e o agradecimento pelo término de mais um ano. E como não lembrar da figura lendária e popular do Papai Noel? O bom e velho residente do Pólo Norte que ocupa grande parte das mentes infantis, preocupadas com o recebimento dos presentes, e com a garantia de que tiveram um bom comportamento.
Acompanhada pelas boas ações e o desejo de felicidade, a data é explorada e anunciada diariamente para todos, principalmente para os compradores que procuram mercadorias com um preço acessível e de boa qualidade. Ofertas de crédito e extensão de parcelamentos caracterizam o bom desempenho do mercado, fazendo com que as pessoas acreditem que podem gastar mais.Além disso, a imensa diversificação dos produtos conecta-se com a contratação e o treinamento de novos funcionários, fazendo com que a oferta dê conta da demanda.
O Natal, considerado o feriado mais importante e lucrativo, não é mais apenas uma celebração pelo nascimento de Jesus Cristo, mas uma forma de aquecer o mercado consumidor. Usado como uma ferramenta de marketing, a data envolve um aumento significativo nas relações comerciais, se tornando o período de vendas mais rentável para os países cristãos e não cristãos. Se o Bom Velhinho cumprir com a sua tradição, a senhorita Economia será a mais beneficiada, mesmo com os seus períodos de crise e de mau comportamento. Estimativas apontam para o melhor Natal da década, com vendas superando a marca de 96 milhões de dólares. O período marcado por festas, decorações,comidas exóticas e reuniões entre entes queridos, trará não apenas benefícios para o comércio, mas também para a indústria têxtil, e para o turismo internacional e nacional.
No Brasil, a data é esperada como uma forma de recuperar as crises ocorridas em outros momentos. Com a contribuição do 13º salário,estabelece-se a temporada de compras, gerando altas expectativas. Nos Estados Unidos, as semanas que antecedem o Natal chegam a representar 70% da venda anual de muitos varejistas. Entretanto, para países europeus como Grécia, Itália e Espanha a situação se torna complexa, devido à crise que perpassa por estes países. Na Grécia, por exemplo, milhares de pessoas não têm dinheiro para comemorar a data mais importante do calendário religioso, e os protestos e greves no transporte, fazem que com as pessoas não vão ao centro da cidade para fazerem compras.Apesar do consenso europeu de ajudar a economia grega, alguns participantes insistem para que a Grécia apresente um programa de contenção de gastos para enfrentar o déficit. Como resposta, o ministro grego das finanças, Georges Papaconstantinou, disse que o país anunciará medidas concretas para reduzir seu déficit de forma drástica, depois de discutir os detalhes do pacote de socorro com a Europa e o FMI. Se por um lado o natal está sendo algo significativo e especial, por outro não passa de apenas um sonho. Um sonho com a expectativa de mudança.




3 comentários

  1. TiAgO Says:
  2. primeirooo hein :) eu curti e torço para que seja cada dia melhor !!! parabéns :)

     
  3. Fui um bom menino, mas esqueci que em minha casa não tem chaminé. :/ rsrsrs

    Gostei do tema e das abordagens.

    Bjos

     
  4. Lula Says:
  5. O Brasil tá sendo um bom menino...
    Merece grana de natal!!!
    :P

     

Postar um comentário

Seguidores

Twitter